2 de setembro de 2015

Eu sou quem eu quiser ser!


E ai?
Há algum tempo atrás,eu tinha uma mania ridícula de me importar constantemente com o que as pessoas pensavam de mim.E eram tipo besteiras enormes!Como por exemplo,a música que eu ouvia.Eu achava que as pessoas iam me zoar se soubessem que eu era louca pela Britney Spears e até tinha poster na parede do quarto.Eu escondia um monte de coisas,como uma foragida mesmo.Minha opinião foi outra que censurei duramente,apenas por pensar que me julgariam se soubessem que nunca fui uma garota que acreditava em qualquer coisa,que eu questionava a igreja,as regras,a escola,a vida...E desse jeito,me tornei uma ditadora.E o pior:A oprimida era eu mesma!
Não sei como fui percebendo o quanto eu estava me fazendo mal com isso.Mas não foi muito fácil,até porque quando você está meio que passando por essa transição entre renúncia e autoaceitação,parece que o mundo inteiro resolve atrapalhar.Alguém zoa outra pessoa que tem os mesmos gostos que você na sua frente,aquela garota insuportável da escola decide falar mal do seu cabelo,o carinha que você tá afim reclama daquele "grupo brega pra menininha" que você adora(secretamente,é claro),e isso vai lentamente te desmotivando,até que você volta pra a sua ditadura particular novamente.
Comigo não foi diferente,todo dia eu via 100 motivos pra eu continuar me reprimindo e 1 pra eu ser quem eu quisesse.Até que parei um pouquinho de questionar os outros governos e passei a me concentrar no meu próprio governo sobre mim.Sim,percebi que eu era uma dura opressora.E adivinha quem era a única pessoa que estava sofrendo com isso?
Foi ai que eu passei da garota quieta e meiguinha,para a de gênio forte e difícil de lidar.Mas com difícil de lidar,me refiro não a todos em geral,mas aqueles que me incentivam a me tornar uma fugitiva de meus próprios ideais.Simplesmente deixei de me importar se o tal carinha reclamava do grupo que eu gostava,ou se alguém se incomodava de o meu cabelo ser alto e enrolado.Decidi ser eu mesma.Me libertar.
Encontrar a chave do meu cadeado foi um pouquinho complicado,mas hoje ele está bem aberto e sem previsão de fechar.Sou mulher e falo palavrão,sou nerd e falo de sexo,gosto de política e sou feminista,acredito em fantasmas e vida fora da terra e sou fã das antigas boybands e girlgroups mais bregas deste universo,odeio arrumar o quarto e sou péssima em matemática.E querem saber de mais uma?Não estou nem ai.
Ah!Lá vai um trechinho de uma música da Thalia(isso mesmo,a Maria do Bairro ç.ç),que era outra artista que eu adorava mas que morria de medo de alguém ficar sabendo.Aliás,escutem!Não é tão ruim quanto se pensa."A quem importa oque eu faço?/A quem importa oque eu digo?/Eu sou assim e assim seguirei/Nunca mudarei!"(quer dizer,talvez eu mude.Mas porque eu quis,não porque alguém me forçou a faze-lo).
E antes de me despedir,quero dar um conselhinho bem clichêzão pra vocês queridos: Escutem Thalia Vocês podem ser quem quiserem,e a vida é curtíssima pra a gente ficar se policiando, então não se reprima,não se reprima! portanto,não percam essa oportunidade!
Até o próximo post! ;)

Mas Thainara,e o seu intercâmbio?Deu certo e tudo mais?Gente,esperem um pouquinho e eu vou contar absolutamente tudo a vocês,mas como eu não tenho muito tempo agora(esse negócio de intercâmbio parece que é mais difícil do que fazer o mundo parar de ser machista),eu deixei esse post acima que eu escrevi faz tipo,um milhão de anos.Se tiver besteira,me perdoem.

8 comentários:

  1. Olá, tudo bom?
    OI SUA LINDA, VIM COMENTAR AQUI DEPOIS DE 934324234823 ANOS.

    Eu sempre uma pessoa que dizia as coisas, sempre opinei, e se as pessoas tentasse ir contra mim, mds do céu. Já era motivo para a terceira guerra mundial. Mas por mais que pareça bobeira eu me importava no fundo, e isso é muito engraçado. Eu tenho aquela coisa que gosto de chamar de a barra do orgulho, posso parecer preocupada, posso parecer triste mas não consigo derrubar isso e poucas pessoas conhecem o meu outro lado.

    Mas a auto aceitação é algo tão complicado, hoje em dia olhamos para trás e percebemos que isso era tudo bobeira.
    Eu comecei a mandar um foda-se bem grande para quem falasse algo de mim, eu sei que muitas pessoas não gostam de mim, mas quando eu penso nisso só me dá vontade de rir, por que é engraçado.

    Gente, to tão ansiosa para ver o post sobre a viagem, vi as fotos, eu quero saber de tudo, principalmente sobre a escola u3u


    {sessão proibida} - s-sessaoproibida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OEEEEE!Eu mesma tô sumida do meu próprio blog,kirida,então...
      Eu normalmente aceito que pensem diferente de mim,mas nunca quando pensam diferentemente errado.Tipo:Eu amo O Fantasma da Ópera,você odeia=Okay(Na verdade,não,por que eu não confio em uma pessoa que tenha lido aquele livro e não gostado,porque eu sou aquele livro).Mas se você pensa de maneira preconceituosa,ou supremacista,ou alguma coisa muito ruim,então eu vou ter que pedir gentilmente para você(não exatamente você,mas uma pessoa hipotética) ir tomar no cu :)
      Yaaay!Vou deixá-los sabendo de tudo.E a escola...Tretas mil.

      Excluir
  2. Olá Thainara!
    Eu estou sendo muito assim também. Fico guardando as coisas por medos das pessoas me descriminarem ou até as machucar. Com medo da minha opinião ser mal aceita. Só que tem um problema. Não posso esconder quem sou só por medo de doer nelas. Tenho que fazer/falar, não importar o que vai dar depois, mas tenho que falar. Só que tem outro problema. É muito fácil pensar assim, mas é extremamente difícil (eu) fazer isso. É tão difícil que fico em duvida se é certo. Dizem que temos liberdade de expressão, que temos livre arbítrio, mas será que é certo mesmo? Já me disseram que tem coisas que é melhor não falar.
    Fico feliz que você tenha se libertado. Acho que para mim vai demorar um pouco.
    Vi no face algumas fotos suas no Canadá (você tá em qual cidade mesmo?). Espero que esteja gostando. E faça postagens sobre como é ai. Estou muito curiosa.
    Beijos ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo dia,faça-se as mesmas perguntas: Eu estou bem?Eu estou feliz comigo mesma e com tudo o que diz respeito a mim?Estou feliz?Bem resolvida?Acordo todos os dias com vontade de viver e sem medo fazê-lo?
      Se as respostas forem "sim",ótimo,isso significa LIBERDADE.
      Eu sei como é...Boa sorte!
      Eu estou em St. Stephen,NB! <3

      Excluir
  3. Você me definiu tanto nessa postagem :'D Primeiramente: AMO NOVELA MEXICANA <3
    Eu não sei o que dizer. Há algum tempo venho querendo escreve ruma postagem sobre um tema semelhante a esse, e acho que suas palavras me inspiraram a criar as minhas.
    Eu tinha e ainda tenho medo de ser quem eu sou, mas se comprada a quatro anos atrás, o medo é inexistente. E isso trás uma libertação tão grande. Poder ouvir o que eu gosto de ouvir, dançar o que eu gosto de dançar, e cantar desafinadamente o que eu quiser, ser você mesma, sem ter de ser escondida. Ah! Existe coisa mais maravilhosa que essa?
    Eu tinha medo de me machucar, sendo o que eu queria ser, mas eu já estava me machucando, sendo algo que não era.

    rabbitsandwolfs.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaah,obrigada moça *-*
      É tão bom se sentir livre,né?Melhor coisa ever!
      Fico feliz por você ;)

      Excluir
  4. Oi, oi kkk eu ri muito nessa parte: Lá vai um trechinho de uma música da Thalia(isso mesmo,a Maria do Bairro ç.ç)
    Eu cantei: Maria do Bairro eu soy kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, não tem graça eu ler um post sem ser em voz alta e longe de todo mundo. ._. Até nos livros eu faço isso, quando realmente gosto muito dele. e.e E esse : não se reprima, não se reprima ausuhahahsu dei mais risada e.e, boa sorte no intercâmbio, mesmo que isso não vai mudar em muita em coisa. :v
    Que legal isso: Foi ai que eu passei da garota quieta e meiguinha, para a de gênio forte e difícil de lidar, mas espero que trate todo mundo do jeito que tratam você, porquê tem umas pessoas viu? que só por Deus, parecem que esquecem isso. ;) E aí? elas começam até tratar as pessoas do jeito que elas tratavam elas e encontram alguém por aí parecido com elas, tratam elas igual também. ._. Vê se não vai ficar igual a todo mundo: trate as pessoas do jeito que elas te tratam, se te tratam bem, não vai tratar ela mal hein?
    bjs :*
    Mais uma vez boa sorte no intercâmbio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha Obrigada,fico feliz por ter gostado :'D
      ...Mas com difícil de lidar,me refiro não a todos em geral,mas aqueles que me incentivam a me tornar uma fugitiva de meus próprios ideais.
      Valeu! :)))

      Excluir

By a Lady.... Tecnologia do Blogger.
Se Esse Mundo Fosse Meu... © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.