29 de junho de 2017

Biologia


Thomas era uma confusão.
Por causa disso, por causa da urgência quase tangível de entender a si próprio, resolveu entender a todos.
Anatomia, genética, herança, DNA...
Talvez isso fizesse da natureza humana algo inteligível e, desse modo, o rapaz entenderia o redemoinho que ele mesmo era.
Que piada! A ciência se tornou apenas mais uma aliada da confusão.
E ainda deixou em Thomas mais uma marca de paixão incompreendida...
O ser ou não ser, caro Thomas, é algo que nem Shakespeare explica.

Eu achei esse texto num caderno bem antigo. Acabou me representando tanto nesse momento que decidi postar aqui. É assim que eu crio personagens, eles só vêm (com nome, aparência e tudo), e eu fico com uma vontade danada de botar eles no papel. No papel mesmo, gosto de trazê-los ao mundo escrevendo com lápis. Me sinto Deus, como falei no post anterior. Daí, se o meu personagem ficar meu amigo ou se eu me apaixonar por ele, não largo nunca.
Mas às vezes esqueço e deixo pra lá. Só que nesse caderno tem tantos textos sobre esse Thomas que eu até me assustei. Thomas não existe, mas parece que eu o conheço mais do que conheço a mim mesma. Ou talvez ele seja um jeito que eu encontrei de me entender. Acho que vou trazer ele mais vezes...

6 comentários:

  1. Que incrível!!
    Gostei muito e te entendo. Quero ver ele mais vezes por aqui!! ❤

    ResponderExcluir
  2. Acho que essa vontade louca de escrever e criar um personagem é intrínseco de escritores mesmo, você imagina toda a vida dele e só quer escrever e escrever, até que se apega e não larga mais. Que pena que o Thomas não existe de verdade, ia adorar ser amiga dele x)

    Bom fim de semana :D
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho, Raquel :) Thomas meio que existe sabe, mas por enquanto, ele está ainda sendo preparado para a sociedade. Ou sei lá, talvez ele se metamorfoseie em outro/s personagem/ns <3

      Excluir
  3. Ooi, tudo bem? Acabei de chegar nesse universo da internet e estou adorando explorar novos blog. Adorei o seu!

    Eu adorei seu post, e acredito que muito em personagens assim, parece que eles existem ne? Pelo Menos pra gente. Vou adorar voltar aqui e ler algo a mais sobre ele.

    Http://www.robsonvascovith.com

    ResponderExcluir

By a Lady.... Tecnologia do Blogger.
Se Esse Mundo Fosse Meu... © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.